News
Loading...

9 coisas que só quem odeia baladas vai entender

Já pensou sair do conforto de seu lar para enfrentar filas demoradas só para entrar num lugar completamente lotado, barulhento, com bebidas caras e ainda pagar por isso? Falando assim parece impossível alguém gostar disso, não é, mas se você pensar que estamos falando de baladas, tem gente que ama.

Tá, é claro que a gente reconhece que nem só de coisas ruins são feitas as baladas. É uma boa oportunidade para se divertir, conhecer gente nova, começar relacionamentos, dançar até o chão e tomar um drink com os amigos. Mas no duelo entre prós e contras, tem muita gente que vai sempre dar valor para os pontos negativos nesta batalha, provocando um ódio sem fim para esses tradicionais eventos da noite.
Se você é um daqueles que morre de raiva de precisar ir para uma balada e prefere o conforto de uma cadeira de bar ou até mesmo ficar na santa paz do lar, vai se identificar com estas coisas que só quem odeia baladas vai entender.
Publicidade

1 – Antes mesmo de começar já tem que enfrentar fila

Como se não bastasse todo o esforço que foi para se arrumar para a noite e os perrengues que você vai ter que enfrentar, vai precisar encarar uma fila antes disso tudo começar. Haja paciência!

2 – Você não tem liberdade para escolher as músicas

É difícil entender porque tanta gente escolhe sair para um lugar ouvir músicas que não vai poder escolher. Hoje em dia é tão fácil colocar as suas músicas preferidas em playlists no YouTube, Spotify e dezenas de outros aplicativos, que fica complicado compreender.

3 – E ela é tão alta que não deixa ninguém conversar

Pode até ser que o DJ seja incrível e faça uma escolha perfeita de músicas, mas infelizmente o volume vai estar tão alto que vai ser impossível você comentar isso – ou qualquer outra coisa – com os amigos que estão te acompanhando.

4 – Toda hora tem alguém te empurrando ou esbarrando em você

Mesmo que você decida deixar o ódio de lado um pouco e aproveitar o evento, vai precisar lidar com o tanto te gente ao seu redor durante todo o tempo. Vai ter uma coleção de empurrão, pisão no pé, cerveja derrubada e todo o tipo de desconforto que só um lugar completamente lotado pode oferecer.

5 – E o lugar lotado faz a balada parecer uma sauna

Na maioria das baladas, é tanta gente acumulada num mesmo espaço, que não há ar condicionado que aguente. Com tantas pessoas juntas, o ar não circula, o clima fica cada vez mais quente, como uma verdadeira sauna. Se você tiver sorte, não vai sair dali parecendo uma tampa de chaleira, repleto de suor.

6 – Quando você se cansa não tem lugar pra sentar

Se você acha que tem opção para descansar e relaxar depois de precisar lidar com tantos problemas, pode tirar o cavalinho da chuva. As chances de haver lugares disponíveis para sentar são mínimas e, caso exista algum, você vai precisar realizar uma verdadeira missão impossível para conseguir encontrá-lo vago.

7 – A bebida é cara demais

“Ah, mas você pode deixar tudo isso de lado se estiver embriagado”, pode dizer um defensor da balada. Bom, até que poderia, se você não precisasse enfrentar filas gigantes e guerras nos balcões, tudo isso para pagar cinco vezes o valor das bebidas que quiser consumir.

8 – E quase nunca tem comida

Se você quiser sobreviver com bebidas, certamente vai conseguir encontrar todo tipo de opção no balcão – depois de vencer as filas e as pessoas que estão na mesma batalha. Por outro lado, se você sentir fome, pode fazer de tudo para esquecer a sensação. Só vai poder saciar isso quando chegar em casa ou sair da balada, se deparando com a boa alma de um dono de restaurante que decidiu ficar aberto na madrugada.

9 – É impossível encontrar o banheiro limpo

Com tantas horas dentro de um mesmo lugar, é natural que ao menos uma vez você precise dar uma passadinha no banheiro. Se espera encontrar um lugar limpo, tranquilo e confortável, pode esquecer. O número de pessoas passando por ali a cada minuto é tão grande que a sujeira é inacreditável – e você ainda pode precisar lidar com mais filas.
Colocando as coisas dessa forma, parece realmente impossível que alguém goste de balada, não é mesmo? Mas dá pra entender que vez ou outra vale a pena viver um pouco dessas loucuras, mesmo que seja pra valorizar ainda mais a paz e o conforto do lar.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Rolim Fofoca

Olá amigo curioso, me chamo Fabio Jaguar tenho 23 anos sou curioso de carteirinha, gosto muito de filmes e séries e estarei aqui com você diariamente, Não se esqueça de se inscrever em nosso canal no YouTube, espero você lá!.

0 comentários :

Postar um comentário